RockinRio Humanorama - Essência

Essência

Aos 56 anos e com quase 40 de carreira, tenho muita história para contar. 

Desde pequena, gosto de ouvir histórias e quando minha filha tinha uns 6 meses, comecei a contar histórias para ela. Hoje ela tem 20 anos e volta e meia me pede para contar uma história. 

Então, a história de hoje vai passar sobre reflexões e aprendizados de carreira e vida. Espero que gostem! 

Sou Pedagoga de formação, tenho Mestrado em Educação e atuei na área acadêmica por 10 anos, entre ensino público e privado, entre o ensino pré-escolar e a universidade, antes de migrar para o mundo corporativo. 

Na jornada como educadora tive muitos momentos de emoção e alegria! Muita história para contar.  

Aqui vou destacar apenas uma: numa ida ao shopping num final de semana, cruzo com uma pessoa que vinha me olhando de longe. Não a reconheci. Segundos depois escuto “Oi, você é a tia Sandra?”. Opa, sou eu ou fui durante anos na escola municipal. Me virei e começamos um papo. Pois bem, a pessoa era mãe de um ex-aluno que alfabetizei. Uma alfabetização que foi uma vitória, já que ele vinha de três repetências e já estava com 8 anos. Desde a alfabetização dele até este encontro com a mãe, se passaram 12 anos. Primeiro fiquei feliz por ela ter me reconhecido. Mas a emoção maior veio quando ela me contou que seu filho estava fazendo vestibular para Medicina naquele final de semana. Um filme passou na minha cabeça e pude sentir novamente a emoção deste menino me abraçando na “formatura” e dizendo “Agora eu sei ler e escrever!” 

Sempre fui uma educadora idealista. Sem palavras para ver que fiz a diferença na vida deste aluno. 

E depois de dez anos na área acadêmica, abri mão da carreira estabilizada e fui mergulhar no mundo corporativo. 

O impacto foi grande, tive que buscar mais conhecimento, fiz vários cursos e um MBA em Management. 

Tive a sorte de passar por grandes empresas, que me trouxeram uma grande bagagem. Mas que me distanciaram muitas vezes da minha essência. 

Minha essência passa pelo diálogo, por acreditar nas pessoas, por querer que os outros brilhem, pela transparência, por agir para transformar com e pelas pessoas, por entregar resultados coletivos, por criar laços e por ser quem eu sou. 

Depois de uns 10 ou 12 anos no mundo corporativo, já ocupando posições de gestão e liderança, eu percebi que tinha perdido minha essência. Me olhava no espelho e via o “Diabo veste Prada”. Adoeci. 

Mergulhei em mim mesma, me aprofundei no autoconhecimento, sofri e decide que não queria mais ser o “Diabo veste Prada”. 

O primeiro impacto foi: vou perder muita coisa. Grana, carreira, status, poder. E assim como abri mão de uma carreira estabilizada na área acadêmica, abri mão mais uma vez. 

Se passaram mais 15 desde esta decisão. Não foi fácil voltar à minha essência. Foi uma jornada de redescobertas. Hoje sei que não perdi nada. Só ganhei. Não preciso mais me provar para mim mesma. Só quero ter uma vida confortável e estar em ambientes onde eu possa contribuir com os desafios de desenvolvimento e transformação de pessoas. Porque no final, tudo é sobre pessoas. 

Acreditem: fugir da sua essência, é ser quem você não é. Só te fará gastar tempo e energia vital. 


Assine a nossa Newsletter e entre nessa conversa conosco, aqui.



Avatar - Sandra Poltronieri
Sandra Poltronieri

Formada em Pedagogia pela UERJ, com Mestrado em Educação e MBA em Management, ambos pela PUC-RJ, possui ainda pós graduação em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela Cândido Mendes. É Coach formada pela ABRACEM – SP. Profissional com 28 anos de experiência em gestão de Recursos Humanos, possuindo uma visão integrada e estratégica de suas funções, tendo atuado como executiva em empresas nacionais e multinacionais de grande porte, como Lojas Americanas, Grupo Sendas, Sadia, Sicpa, Artplan e Grupo Dreamers. Em sua carreira atuou nos processos de treinamento; desenvolvimento organizacional; recrutamento e seleção; planejamento de carreira; sucessão organizacional; avaliação de desempenho; cargos e salários; administração de pessoal e benefícios; relações trabalhistas; responsabilidade social e comunicação interna. Atuou também como docente por mais de 10 anos no sistema municipal e estadual de ensino, inclusive em nível universitário.

Link copied!
Este site não suporta Internet Explorer. Por favor utilize outro browser da sua preferência.