RockinRio Humanorama - Por Que Precisamos Falar Sobre Geração Z?

Por Que Precisamos Falar Sobre Geração Z?

Com esse tema bastante polêmico sobre a GenZ convidamos três nomes incríveis, unindo Brasil e Portugal, em um bate papo pra lá de potente sobre essa geração que capta o mundo através de lentes, acompanha a liquidez das redes sociais e transforma tudo o que toca em conteúdo pro digital, de forma a explorar o poder e o impacto dela para a humanidade. Vamos conhecê-las melhor?


Sabina Deweik 

É brasileira e pioneira em cool hunting no Brasil, sendo a responsável por trazer essa metodologia para o país em 1999! Há mais de 20 anos, atua como caçadora de tendências, futurista, pesquisadora de comportamento, consultora, educadora e palestrante. Trabalhou para diversas empresas nacionais e internacionais e implementou o primeiro curso de cool hunting no Brasil. Jornalista com um currículo recheado de experiências admiráveis que contribuem de forma potente para a humanidade, Sabina se considera uma pessoa apaixonada pela complexidade dos comportamentos humanos e acredita que não há nada mais futurista do que nos transformarmos por dentro para depois transformarmos por fora. Por isso, ela é uma eterna buscadora de si!


RIVKAH

Metade francesa, metade brasileira e nascida na Noruega, RIVKAH é uma cidadã do mundo! DJ, produtora musical, ativista e palestrante, começou a tocar em festas desde seus nove anos e foi eleita uma das 30 crianças prodígio do mundo. Em suas diferentes palestras ela aprofunda em assuntos como Criatividade, Futurismo, Digitalização, Humanização e Empreendedorismo.


Ana Lomba Correia

É portuguesa, natural de Viana do Castelo e desde nova gosta de comunicar! A estudante de Direito e fundadora da associação Women2Women Portugal, criou o primeiro programa de liderança feminina no país. Também é Youth Delegate na UNITE 2030, uma ONG que promove os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável em parceria com a Fundação das Nações Unidas. Ana é presente em vários projetos nacionais e internacionais relacionados com a participação jovem, desenvolvimento sustentável e igualdade de gênero. É nestes tópicos que ela explora o seu ativismo. Ana adora ler, viajar e está sempre pronta a aprender e partilhar a sua experiência e conhecimento com o mundo e por isso, não podia ficar de fora do Humanorama!

Esse debate vai ser irado! Ou quer dizer, giro! Entre nessa conversa  com o Humanorama em festival.rockinriohumanorama.com, juntos vamos conduzir um emocionante processo de desenvolvimento humano.

Fique a par de todas as novidades aqui.




Link copied!
Este site não suporta Internet Explorer. Por favor utilize outro browser da sua preferência.