RockinRio Humanorama - Vulnerabilidade & Liderança

Vulnerabilidade & Liderança

A pandemia tem nos impactado há mais de um ano... 

Quando a onda 2 começou a surgir num momento em que todos esperavam iniciar a retomada, foi pesado. Aquela sensação de “déjà vu”... 

E olhando para as pessoas e lideranças do Grupo Dreamers, o que posso fazer agora, foi o que pensei. 

O Toque de Recolher vem por aí novamente. Então, veio o insight: precisamos estruturar o Toque de Acolher. E assim desdobramos com a equipe um projeto que envolveu conversas com as lideranças e depois com as equipes. 

O ponto central da conversa com as lideranças passou pela VULNERABILIDADE. 

E o convite foi: mostre-se vulnerável! 

Opa! Escutou o alarme que tocou na sua cabeça? “Como assim, me mostrar vulnerável?” 

Líderes e liderados escondem suas fraquezas do mundo corporativo como forma de se protegerem e precisamos desconstruir este comportamento. 

A vulnerabilidade mexe positivamente no ponteiro da confiança. Gera engajamento e credibilidade.  

Brene Brown, estudiosa, palestrante e escritora, nos traz: “A partir do momento que você se coloca em uma situação com zero medo de falar o que você pensa ou está sentindo e há respeito e acolhimento de todo mundo, as pessoas pensam ‘poxa, eu posso fazer isso também’. Ter líderes assim não é para o futuro é para agora”. 

Como você espera que a equipe compartilhe com você dúvidas, erros, receios, angústias, se você está lá sempre forte, com todas as respostas? 

Medo e vergonha nos impedem de estabelecer conexões. É aquele sentimento de ser interpretado por “não sou bom suficiente”. 

Mas são as conexões que dão sentido à vida. 

E elas só acontecem quando podemos ser quem somos (e falei de essência em meu outro artigo). Temos que nos permitir sermos vistos como verdadeiramente somos. 

Cabe aqui reconhecer que não é fácil ser vulnerável ou que não será doloroso. Mas cabe reconhecer que ser vulnerável é necessário. 

E por que ser vulnerável é complicado, difícil? Porque significa abrir mão de controle, porque o mundo nos cobra que sejamos perfeitos, porque não nos permitimos errar. 

Se mostrar vulnerável é permitir a você e ao outro a possibilidade de se sentir imperfeito e mesmo assim, poder ser acolhido, respeitado e pertencendo àquele time e empresa. 

“Você deve ser verdadeiro. Não precisa ser vulnerável o tempo todo, mas há momentos em que você terá de mostrar quem você é e não ter medo disso” destaca Brene Brown. 

Quando você ouve a palavra "liderança", o que vem à sua mente? Uma pessoa firme e rígida, de postura fechada e, no geral, distante? Ou alguém que faz parte da equipe, oferece suporte e divide seus desafios e fraquezas?

O segundo perfil de líder compreende o poder da vulnerabilidade. Pense nisso! 


Assine a nossa Newsletter e entre nessa conversa conosco, aqui.



Avatar - Sandra Poltronieri
Sandra Poltronieri

Formada em Pedagogia pela UERJ, com Mestrado em Educação e MBA em Management, ambos pela PUC-RJ, possui ainda pós graduação em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela Cândido Mendes. É Coach formada pela ABRACEM – SP. Profissional com 28 anos de experiência em gestão de Recursos Humanos, possuindo uma visão integrada e estratégica de suas funções, tendo atuado como executiva em empresas nacionais e multinacionais de grande porte, como Lojas Americanas, Grupo Sendas, Sadia, Sicpa, Artplan e Grupo Dreamers. Em sua carreira atuou nos processos de treinamento; desenvolvimento organizacional; recrutamento e seleção; planejamento de carreira; sucessão organizacional; avaliação de desempenho; cargos e salários; administração de pessoal e benefícios; relações trabalhistas; responsabilidade social e comunicação interna. Atuou também como docente por mais de 10 anos no sistema municipal e estadual de ensino, inclusive em nível universitário.

Link copied!
Este site não suporta Internet Explorer. Por favor utilize outro browser da sua preferência.